Cientistas de Dakila Pesquisas lançam documentário provando que a Terra não é redonda

2018_portugues_capa_tc
Questionamentos sobre o formato da Terra são recorrentes na história da humanidade. Em função de uma série de fenômenos naturais que contradizem os ensinamentos acadêmicos, cientistas brasileiros do Dakila Pesquisas decidiram investigar as inconsistências. Em sete anos de estudos, foram realizados experimentos científicos, em diferentes pontos no mundo, com acompanhamento de instituição governamental e de profissionais de vários segmentos. Os resultados serão apresentados no longa-metragem Convex Earth: The Documentary. A pré-estreia, para convidados, ocorrerá no dia 26 de março, às 19h30, em cinema do Shopping Eldorado, em São Paulo (SP). Três dias depois, o documentário será lançado no site convexearth.org em português, inglês e espanhol.
Segundo Urandir Fernandes de Oliveira, fundador de Dakila Pesquisas, a tese de que a Terra é redonda foi derrubada por sete experimentos: geodésico, que consiste em medir dois prédios com ampla distância, tendo como referência o nível do mar; experimento a laser para verificar a planicidade das águas; nivelamento das águas; Distorções óticas relacionadas a processos reflexivos; experimento de barcos na linha do horizonte; experimentos da gravidade e dos corpos celestes.
Para realizar o experimento geodésico foram medidas a base e o topo de um prédio em Torres (RS) e em Natal (RN).
Engenheiros do Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra) participaram da ação. Um laser de longo alcance foi usado para medir a planicidade das águas na Represa de Três Marias (MG); na Lagoa dos Patos (RS), no Lago Titicaca, no Peru; e nos mares de Ilhabela (SP) e do estreito de Gibraltar, canal marítimo que separa a Europa da África. Já a teoria da gravidade foi constatada com dois fundamentos da natureza: prumo e nível.
Todos os experimentos contaram com a participação de astrônomos, cartógrafos, geólogos, topógrafos, engenheiros civis, entre outros profissionais. Foram utilizados equipamentos de última geração. Após o lançamento do documentário, o Dakila Pesquisas disponibilizará toda a metodologia e tecnologia empregadas para que os interessados possam averiguar os resultados.
“Além de abordar o formato da Terra, o documentário vai revelar a descoberta de um novo continente separado por um paredão de gelo. Novos conhecimentos também serão demonstrados em relação ao Sol, a Lua, e constelações”, revela Urandir Fernandes de Oliveira.
Posteriormente ao documentário, será lançado o livro Terra Convexa com toda a parte científica e um novo mapa-múndi.
Fundado em 1997, em Corguinho (MS), o Dakila Pesquisas reúne pesquisadores e cientistas de diversas áreas do conhecimento, principalmente nos campos das ciências exatas e naturais.
*Legenda da foto: Experimentos apontam que a Terra é convexa nos continentes e plana nas águas.*
Crédito da foto: Dakila Pesquisas
Informações: Camila Cortez (+55 61 4141-7045) [email protected]