CoronaVírus

Coronavírus durará muito pouco no Brasil!

Na última quarta-feira o Médico Francisco Tortorelli, foi entrevistado por Ana Carolina Godoy, contando como está a contaminação do Coronavírus (covid-19) na Capital Paulista.

Dr. F. Tortorelli que é conselheiro no Hospital HSANP, localizado no bairro Santana, Zona Norte da cidade de São Paulo, diz que até o momento não houve nenhum caso de internação no hospital. Ele demonstrou otimismo frente a situação, projetando que até meados de Abril a curva de incidência da pandemia será reduzida. Isso se a população continuar com os cuidados de prevenção indicados pelos órgãos oficiais.

O médico também acredita que todos devem voltar a rotina de trabalho, seguindo na “quarentena vertical”, ou seja, apenas as pessoas que estejam no grupo de risco deverão permanecer em suas casas. O grupo de risco abrange todos que possuam os sintomas da doença, que tenham alguma comorbidade ou esteja acima dos 60 anos.

Ele enfatiza os procedimentos que devem ser adotados regularmente, sendo:

  • Lavar as mãos com uso de água e sabão (atitude constante entre os agentes de saúde);
  • Utilizar álcool em gel ao usar o transporte público (entrada e saída);
  • Limpar as maçanetas de suas casas com água sanitária ou álcool em gel, assim como o carro e demais itens que encostamos constantemente;
  • Ao voltar para casa, devem retirar as roupas usadas na rua, colocando-as para lavar e tomar banho imediatamente com sabonete ou qualquer outro tipo de sabão, evitando lavar os cabelos apenas com shampoos.

Todos esses procedimentos precisam ser mantidos, principalmente pelo fim da quarentena, para as pessoas que estão fora do grupo de risco. Dr. F. Tortorelli mostrou-se a favor dessa decisão, pois a “quarentena horizontal”, onde todos permanecem em seus lares, traria consequências bem piores do que o coronavírus, como a destruição e colapso da economia, causando desemprego e falta de suprimentos básicos para toda nação.

Ele ainda comenta que muitas empresas, por falta dos trabalhadores que estão em quarentena, não conseguem produzir produtos necessários para este momento, como oxigênio para os hospitais. O país precisa evitar que a economia pare, impedindo assim, que ocorra um enorme retrocesso, com rastros de destruição e roubos, a exemplo do que está ocorrendo em outros países. Ainda frisou que a FOME mata mais de 04 mil crianças por dia e que a desnutrição é mais perigosa do que qualquer vírus que exista. Para todos os vírus se tem vacina, mas para a fome, não existem providências.

O médico encerra dizendo que o número de mortes até este momento no Brasil, foram de 57 pessoas, um número muito inferior aos que vemos nos demais países.

Muitos outros profissionais de saúde que foram entrevistados pelos comunicadores de Dakila Pesquisas, mostraram uma visão semelhante à do Dr. Francisco Tortorelli, sendo de opinião geral que o Brasil está passando por um estado de histeria e medo, sem motivos coerentes. O momento requer cuidados SIM e todos devem seguir as diretrizes do Ministério da Saúde, sempre cuidando das pessoas no grupo de risco e mantendo a higienização saudável. Ao que tudo indica, no máximo em uma semana o Coronavírus já não estará nos tópicos dos assuntos mais comentados, já que a preocupação estará voltada à parte econômica.

Siga nossas mídias sociais para mais conteúdo:
Facebook (português)Facebook (inglês)InstagramTwitter e Youtube.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *