O Universo parte 1

Qual a origem da humanidade e do universo?

De onde viemos e o que estamos fazendo aqui?

Quantos de nós nos interrogamos sobre qual seria a origem da humanidade e do universo? Quantos de nós tentamos entender o que seria Deus? Todas essas dúvidas são tentativas de se responder à seguinte pergunta: “ quem sou eu e o que eu estou fazendo aqui? ”

A chave dessa resposta seria a compreensão da noção Deus, Fonte, Natureza ou Universo.

É claro que não existe ainda uma resposta de caráter definitivo a essa questão. Ciência e religiões tentam fornecer elementos de respostas, mas ainda não se chegou a nada que pudesse ser considerado conclusivo ou definitivo.

De maneira geral nossa sociedade responde a essa indagação através de conjuntos de crenças baseados em hipóteses científicas ou religiosas. Para citar algumas delas:

1. Hipóteses religiosas:

a. O Criacionismo: essa visão coloca uma consciência superior criadora como sendo o responsável por um ato de criação que gera o universo, a Terra e todos os seres vivos. Essa visão é muito propagada no mundo ocidental em função da dominação cultural judaico-cristã.

b. Já o Hinduísmo, o Budismo e outros círculos esotéricos trabalham com a hipótese de que tudo não passa de um sonho ou de uma ilusão (Maya) projetada pela consciência. Essa ilusão faz com que a gente se perca nas seduções do mundo sensorial que nos confunde com uma percepção baseada no dualismo.

2. Hipóteses científicas:

a. A teoria do Big Bang é a mais adotada para explicar a criação do universo. Mas os últimos estudos de física quântica fornecem a idéia de um universo holográfico, formado de campos eletromagnéticos, repetidor infinito de padrões. O universo seria composto de átomos que são campos magnéticos, então a matéria seria uma ilusão. Em função disso, tem havido paulatinamente uma aproximação da visão budista e científica.

b. A teoria da evolução defendida principalmente pela ciência explica a criação do homem: A evolução (também conhecida como evolução biológica, genética ou orgânica), no ramo da biologia, é a mudança das características hereditárias de uma população de uma geração para outra. Este processo faz com que as populações de organismos mudem e se diversifiquem ao longo do tempo. Mas a própria ciência coloca em xeque essa teoria, pois os cientistas não conseguem achar o elo perdido na evolução humana natural.

Mas o que os pesquisadores do Dakila Pesquisas poderiam dizer sobre a criação do universo e sobre a criação do ser humano?

Dakila Pesquisas

Para responder a essa pergunta, voltemos ao ponto inicial de nossas pesquisas com relação a esse assunto. Quando perguntávamos a nossos parceiros extraterrestres sobre esse assunto, o que eles nos diziam no início?

Quando perguntávamos sobre a origem da humanidade terrestre, os parceiros extraterrestres primeiramente nos aconselharam a pesquisar sobre as diferentes versões de origem da humanidade em diferentes civilizações. Ao longo do avanço de nossas pesquisas, nos disseram que este planeta havia sido colonizado e que cinco raças extraterrestres criadoras haviam criado o ser humano através de manipulações genéticas.

Partindo das hipóteses e das informações que recebemos, começamos nossos estudos que nos permitiram levantar nossas hipóteses ainda que também não sejam conclusivas.

Quando começamos nossa análise de textos antigos, dentre outros, egípcios, acadianos e sumérios, hebraicos, hindus percebemos alguns pontos interessantes:

– Em alguns recitos, o deus ou os deuses são descritos como sendo uma pessoa real e física. Esses personagens estariam ligados à criação da espécie humana e nada teriam a ver com o processo de criação do universo ou do todo. Nossa indagação nesse caso foi: “Seria este realmente Deus ou será ele apenas alguém que se fez passar por Deus aos olhos de seres menos evoluídos?”

– A origem da humanidade terrestre estaria contextualizada dentro de uma realidade dual, em um universo, onde diferentes raças extraterrestres se desenvolveram. Segundo vários “mitos” da criação de antigas civilizações antigas e tribos indígenas, seres extraterrestres teriam visitado o planeta Terra, feito experiências genéticas e criado a raça humana. Nesse caso percebemos que, em nossos estudos, o Deus que seria a fonte de tudo deveria ser diferenciado daqueles que foram chamados de deuses criadores, pois estes últimos nada mais eram que geneticistas de uma civilização extraterrestre mais avançada.

– Judeus, católicos e muçulmanos adotam as mesmas linhas de base para explicar a origem da humanidade. O Bereshit (בראשית), primeiro livro da Torá judaica que mais tarde se tornou o livro Gênesis do antigo testamento da bíblia coloca o mesmo Deus criador do universo como sendo também o criador da raça humana. E esse mesmo personagem possui comportamento muito contraditório ao longo dos textos com relação à raça humana. Por vezes, ele os acolhe com amor. Por outras é colérico e vingativo. Considerando que os judeus foram influenciados pela cultura babilônica enquanto ficaram cativos lá na Mesopotâmia, decidimos estudar a cultura suméria que existia no local antes da Babilônia.

– Uma das fontes que tem ganhado cada vez mais em credibilidade são as tábuas sumérias de argila. Elas, apesar de muito anteriores ao antigo testamento, já contavam histórias muito semelhantes às da bíblia ao ponto de podermos afirmar sem dúvida alguma que houve plágio em algumas partes da bíblia. Através de pesquisas conseguimos até mesmo compreender como vários deuses criadores de personalidades distintas presentes nas mitologias suméria e egípcia se fundiram na personalidade de um só deus com comportamentos contraditórios no antigo testamento.

Percebemos então que existe uma confusão entre o Deus Fonte de tudo e vários indivíduos que foram vistos como deuses por estarem numa condição superior. Decidimos então separar nossas pesquisas em dois estudos distintos, posto que a criação do homem e a criação do universo pareciam ser processos diferentes:

1. Origem da Humanidade: um estudo que realizamos baseando nas tabuletas sumérias, em textos egípcios, em indícios arqueológicos e nas informações de nossos parceiros extraterrestres. Esse estudo será publicado posteriormente como uma série de artigos.

2. Universo: criação e conexões universais. É sobre esse tema que aprofundaremos neste artigo nas partes 2 e parte 3. Clique no link e saiba mais.

Autor: Otávio Reis